A queima da palha de cana-de-açúcar. Impacto ambiental e as novas tecnologias


05-10-15 Biocombustível

A queima da palha de cana-de-açúcar ainda é muito utilizada no Brasil. Com o propósito de facilitar as operações de colheita. Um dos pontos mais críticos sobre a queima da palha da cana-de-açúcar são as emissões de gases na atmosfera, principalmente o dióxido de carbono (CO2), além da poluição do ar atmosférico.Contudo, a palha da cana-de-açúcar contém 30% da energia total do vegetal e este potencial praticamente não é explorado.

A biomassa lignocelulósica constitui a maior fonte de carboidratos naturais do mundo. De forma que muitos processos de produção têm sido desenvolvidos no intuito de converter os carboidratos presentes na biomassa em açúcares fermentescíveis. Assim os resultados da hidrólise enzimática sobre a biomassa oriunda do pré-tratamento por explosão a vapor mostram uma eficiência de conversão em torno de 90%.

Catalisadores ácidos (SO2 e H2SO4) e ácidos de Lewis (FeCl3, ZnCl2) podem ser utilizados, resultando-se em um incremento da recuperação de açúcares hemicelulósicos, além de facilitar a hidrólise da celulose presente na polpa pré-tratada em etapas posteriores. Neste artigo discorremos sobre os vários métodos existentes na literatura para obtenção de etanol a partir da palha de cana-de-açúcar, como o pré-tratamento, via explosão a vapor e hidrólise enzimática.

Baixar Artigo Completo

Vídeos

Ver Mais
  • Abertura Expoforest 2018
    Abertura Expoforest 2018
  • Forest Class Cursos Online
    Forest Class Cursos Online
  • A Tractebel Energia é a maior geradora privada de energia…
    A Tractebel Energia é a maior geradora privada de energia…
  • Produzir e comercializar produtos com alta tecnologia…
    Produzir e comercializar produtos com alta tecnologia…