Estudo energético da produção de biocombustível a partir do milho


14-12-15 Biocombustível

Objetivou-se analisar energeticamente a produção de etanol a partir do milho (Zea mays L.). As pesquisas de campo foram realizadas na região paulista do Médio Paranapanema, São Paulo (SP), no período de janeiro a dezembro de 2007.

Avaliou-se o consumo energético referente às fases de produção e processamento industrial do grão. O custo energético total da produção agrícola correspondeu a 15.633,7MJ ha-1, e o item mais oneroso foi o de "insumos" (77,5%).

Nas etapas industriais, o consumo energético foi equivalente a 3.882,2MJ t-1. As operações de "hidrólise, sacarificação e tratamento do caldo" representaram 50,2% do dispêndio energético total. O custo energético do milho foi de 7,9MJ L-1 nas operações agronômicas de produção e 11,8MJ L-1 nas etapas de processamento industrial. O balanço energético do cultivo e da industrialização foi de 1,2MJ.

Baixar Artigo Completo

Vídeos

Ver Mais
  • Abertura Expoforest 2018
    Abertura Expoforest 2018
  • Forest Class Cursos Online
    Forest Class Cursos Online
  • A Tractebel Energia é a maior geradora privada de energia…
    A Tractebel Energia é a maior geradora privada de energia…
  • Produzir e comercializar produtos com alta tecnologia…
    Produzir e comercializar produtos com alta tecnologia…