Otimização de células fotovoltaicas orgânicas


16-02-16 Energias renováveis

Com a previsível escassez dos recursos energéticos, as preocupações com as questões ambientais se tornam cada vez mais evidentes. Com isso, houve um incremento na busca de recursos alternativos para a produção de energia elétrica, principalmente aqueles baseados em fontes limpas e renováveis, como a energia solar.

Para a conversão de energia solar em energia elétrica são utilizadas, na maioria das vezes, células solares fotovoltaicas, que se baseiam na propriedade semicondutora de silício. Como o custo dessa tecnologia ainda é muito alto, são propostos novos materiais para a substituição desse cristal, com destaque para a célula solar nanocristalina de dióxido de titânio (TiO2), acrescida de moléculas orgânicas de corantes. Essa célula apresenta vantagens em relação às células convencionais de silício, pois, na sua fabricação, são utilizados materiais disponíveis no mercado e corantes extraídos de plantas, modelo proposto por Gratzël, além de ser preparada através de processos simples e não poluentes.

O objetivo deste trabalho é recriar as células solares nanocristalinas de dióxido de titânio, otimizando-a para a utilização de materiais com baixo custo, de modo que se obtenha a maior eficiência energética possível.

Baixar Artigo Completo

Vídeos

Ver Mais
  • Abertura Expoforest 2018
    Abertura Expoforest 2018
  • Forest Class Cursos Online
    Forest Class Cursos Online
  • A Tractebel Energia é a maior geradora privada de energia…
    A Tractebel Energia é a maior geradora privada de energia…
  • Produzir e comercializar produtos com alta tecnologia…
    Produzir e comercializar produtos com alta tecnologia…