Potencial de produção de energia a partir de bambu nativo no sudoeste...


26-10-15 Bioenergia

Acontece que o bambu possui ampla distribuição em toda a Amazônia, associado de forma dominante ou dominado a porções de florestas abertas e densas, conforme classificação tradicional feita pelo IBGE.

Significa dizer que existe potencial para exploração comercial do bambu em praticamente toda a região, sendo que todos os mapeamentos por satélites realizados no sudoeste amazônico nos últimos 30 anos dão conta de uma área de aproximadamente 600 mil hectares, com ocorrência contínua de bambu dominando a floresta aberta ali existente.

Afinal, trata-se de uma extensa área, como se pode observar na figura 2, onde o manejo florestal do bambu nativo, pode se viabilizar devido a um diferencial inquestionável: a ocorrência contínua e compacta de bambu na "mancha de taboca".

A motivação para discutir o aproveitamento comercial da "mancha de taboca" é obviamente decorrente desse diferencial. Trata-se da maior porção contínua e de densidade por hectare de bambu nativo no mundo.

As pesquisas realizadas em âmbito internacional e nacional (especialmente em São Paulo) confirmam o bambu como matéria-prima preferencial para aplicações em ramos díspares como o da indústria alimentícia, da produção de papel e celulose, sem falar do poderoso, crescente e alvissareiro segmento econômico da biomassa para geração de energia elétrica.

Baixar Artigo Completo

Vídeos

Ver Mais
  • Abertura Expoforest 2018
    Abertura Expoforest 2018
  • Forest Class Cursos Online
    Forest Class Cursos Online
  • A Tractebel Energia é a maior geradora privada de energia…
    A Tractebel Energia é a maior geradora privada de energia…
  • Produzir e comercializar produtos com alta tecnologia…
    Produzir e comercializar produtos com alta tecnologia…