Sem BNDES, Eletrobras usa dinheiro chinês para gerar energia com carvão

Sem BNDES, Eletrobras usa dinheiro chinês para gerar energia com carvão


07-03-18 Atualidades

A geração de energia vem do carvão mineral. E o financiamento vem da China Development Bank (CDB). O empreendimento e a usina Candiota 3, no Rio Grande do Sul.

A Eletrobras fez um contrato de 230 milhões de reais, sem licitação, com a empresa Citic Guo Hua Internacional – que ficou responsável por fazer uma revisão geral da usina.

O valor está acima dos 130 milhões de reais que foi estimada há 2 anos.

O banco chinês já é um velho indicado, desde 2016, e o plano de renovação é para dar interação à usina que pode produzir 350 MW.

Para isso, deve haver uma paralisação de 90 dias.

“O apoio do BNDES é vital para o setor. Temos demonstrado ao banco a relevância dessa parceria”, avaliou Fernando Zancan.

Isso porque o BNDES não forneceu investimento para a companhia.

E a explicação foi: “Atualmente, esse investimento não é financiável, de acordo com as políticas operacionais do banco”.

Jornal do Comércio

CONFIRA TAMBÉM...


ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Ver Mais

Vídeos

Ver Mais
  • Abertura Expoforest 2018
    Abertura Expoforest 2018
  • Forest Class Cursos Online
    Forest Class Cursos Online
  • A Tractebel Energia é a maior geradora privada de energia…
    A Tractebel Energia é a maior geradora privada de energia…
  • Produzir e comercializar produtos com alta tecnologia…
    Produzir e comercializar produtos com alta tecnologia…