Solatio prevê R$ 3,4 bilhões para Minas

Solatio prevê R$ 3,4 bilhões para Minas


22-02-16 Energia Renovável

Os investimentos da Solatio Energia, empresa espanhola que desenvolve projetos de energia solar em Minas Gerais, deverão chegar a R$ 3,4 bilhões nos próximos exercícios. Com os recursos, a multinacional deve instalar quatro plantas de geração de energia fotovoltaica no Estado até 2018. A principal delas será construída em Pirapora, no Norte de Minas, sob aportes de R$ 1,6 bilhão, classificada, inclusive, como a maior usina solar da América Latina e a terceira no ranking mundial.

O restante dos recursos será destinado a outras três usinas que serão implantadas em Guimarânia (Alto Paranaíba), Vazante e Paracatu (Noroeste do Estado) e contemplará não somente as concessões, mas também a parte de infraestrutura. As informações são do secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Altamir Rôso.

Segundo ele, Minas Gerais está saindo na frente quando o assunto é energia renovável. "Os recursos financeiros estão até ultrapassando as expectativas. No último leilão realizado pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), fomos o Estado com o maior número de contratações. E nos três leilões realizados, contratamos 650 megawatts (MW)", diz. O secretário também destaca o potencial de radiação solar e infraestrutura do Estado para abrigar as usinas. "A própria empresa ressalta tamanho potencial. Diante disso, acreditamos que Minas Gerais vai abrigar ainda outros projetos de energia renovável nos próximos anos", aposta.

Os 650 megawatts de potência instalada leiloados pela Solatio representam 20% de toda a energia solar contratada pela empresa no Brasil. Dessa forma, as plantas mineiras terão capacidade de produzir cerca de 1,5 milhão de megawatts/hora por ano de energia.

Empregos – Rôso destaca ainda a característica de crescimento sustentável do investimento. Para ele, além de colaborar para a diversificação da matriz energética de Minas Gerais, o aporte também colaborará para com a geração de empregos, estimulando a economia local.

"Investimentos deste porte se tornam ainda mais importantes diante da atual conjuntura econômica que vivemos", avalia.

O empreendimento total da Solatio em Minas Gerais vai gerar, na fase de construção, aproximadamente 3 mil empregos diretos e outros 500 quando entrar em operação. A primeira usina a entrar em funcionamento será a de Pirapora, em agosto de 2017. Os demais projetos serão concluídos até novembro de 2018.

Com potência instalada de 297 megawatts, a planta de Pirapora é considerada uma mega usina de geração de energia solar. O projeto contará com investimentos da Solatio e da Canadian Solar no valor de R$ 1,6 bilhão e, na fase de construção, tem previsão de abrir cerca de 2 mil postos de trabalho. Quando entrar em operação, o empreendimento vai gerar 150 empregos.

A área total ocupada pelo empreendimento será de 800 hectares e a implantação deve demorar nove meses, entre aquisição de equipamentos e instalação das estruturas.

Por Mara Bianchetti.

Diário do Comércio

CONFIRA TAMBÉM...


ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Ver Mais

Vídeos

Ver Mais
  • Abertura Expoforest 2018
    Abertura Expoforest 2018
  • Forest Class Cursos Online
    Forest Class Cursos Online
  • A Tractebel Energia é a maior geradora privada de energia…
    A Tractebel Energia é a maior geradora privada de energia…
  • Produzir e comercializar produtos com alta tecnologia…
    Produzir e comercializar produtos com alta tecnologia…